sexta-feira, 14 de março de 2008

Estou arrependida...

Estou arrependida de me arrepender. O que não quero mesmo é errar. Nunca mais!
Porque isso cansa demais, frustra demais e mesmo que pudesse dizer, não diria que é por motivos altruístas que tenho essa atitude - estou cansada de me decepcionar.
Estou exausta de ir contra o que eu mesma quero para mim.
E não quero mais errar!
Não quero mais.

Mania de perfeição, algo que eu não vou alcançar...

Não quero mais perder pessoas. Não quero perder quem não tenho.
Alguém que me recebeu bem. Alguém que me deu atenção.

Não quero mais...
E se adiantasse, pediria desculpas. Mas do que elas podem ser úteis? O que foi feito foi, o que foi dito foi, e não volta... Não retrocede, mas dá resultado - bons e ruins.
E só consigo pensar no que foi ruim, porque isso me entristece. Porque me arrependo depois de uma forma que não posso suportar.
E quero pedir desculpas.
Mas não vejo mais porque.
Quando olho naquele rosto, o que foi que fiz, meu Deus?
Eu exagerei...

Exagerei?
Quem é que sabe tudo que estive suportando?
Não muita coisa, sim... Não muita.
Talvez tenha sido o susto... Como sempre.
Um reflexo involuntário.
Um deslize.
Perdi o alvo...

Me desculpe. Não tinha para tanto. Admito que errei.

Me castigue.

2 comentários:

Annita disse...

Pedir disculpas é difícil, mas é bom... E é reconfortante! Mesmo que a pessoa não aceite, você sabe que se arrependeu do que fez, e que está disposta a adimitir que errou...
Só que quem não aceita nem as nossas mais sinceras desculpas, não nos merece; não merece a nossa atenção...
Pedir desculpas adianta sim. Mesmo que sejam negadas...
Se arrependa... Peça desculpas...E, acima de tudo, continue andando para frente, sem olhar para trás...

Kyamel disse...

Errar todo mundo erra, mas admitir que erramos e que vez por outra exageramos na forma como erramos é muito, muito dificil.
Acho que a humildade é uma das principais qualidades que todos deveriamos buscar.
Ela, na minha opinião, é a perfeição do ser, e da alma.
É o ápice do amor agape, da compaixão, e acima de tudo da perfeição humana.
Sim, acho que existe um ceto ponto em que nós, meros humanos, nos tornamos "perfeitos", pelo menos quando nos esforçamos em ser o que supostamente não podemos ser.
E a humildade nos proporciona isso... que deixemos de lado o nosso ego para nos importar com o ego dos outros.
E quando fazemos isso, nós crescemos e nos tornamos melhores e mais fortes.
Bjosss para você!!!!!

\\mel//

Reader