segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Reportagem (?)

Resolvi postar antes que o ano acabe.
Dessa vez, nenhum post sobre o ano novo. Já estou mais que convencida que Jano ri dá cara de todos, antes e depois!
Só vim dizer que ultimamente está sendo dificil escrever aqui no blog coisas que tenham a ver comigo e com que ando passando e sentindo. Só dá vontade postar sobre música, roupas e amenindades, cotidiano.
Queria ser capaz de falar coisas mais profundas outra vez, mas me disseram num comment qualquer que não dá pra ver filosofia em tudo!
Não que me ache filósofa. Só queria poder pôr minha visão das coisas em algum lugar para o mundo saber.
Quero um dia pegar um post para falar de mim escritora.
Outro post que há tempos atrás dediquei para falar da dança, mas nunca consegui concluir minha idéia.
Um outro para falar da minha possessividade.
Mas nunca, nunca tenho a coragem para começar a escrever qualquer um!
Também, acho que deveria escrever uma nota sobre o amor. Um que talvez eu nem tenha mesmo sentido, nem exista em mim.
E me pergunto que vida que quero? Onde e como vou viver, que esperança há para mim?
É... não estou muito contente hoje, talvez eu simplesmente deva terminar esse post por aqui e voltar mais tarde.
Afinal, amanhã é outro dia - sábia Scarlett O'Hara.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Conflito

Por que às vezes é tão difícil tomar uma decisão?
Meu Deus, como lutei para decidir o que enfim eu fiz nesta tarde! à contra-gosto, ainda incerta e descordante do passo que tomei, vou enfim ingressar numa faculdade!
De Letras.
Minha vontade era mesmo fazer Psicologia, uma coisa nada viável admito para quem leva o modo de vida que escolhi. A segunda opção sempre foi Letras e nessa área mesmo que trabalho.
O melhor de tudo foi eu ter sido poupada de prestar o maldito vestibular.
Ainda assim, não era o que eu queria para a minha vida. Está tudo tão bom e tranqüilo, com meu tempo livre, meu tempo para dormir.
Queria outra vida para mim, nesse sentido. Mas pareceu que isso não é permitido. Ninguém está mesmo disposto a entender que eu gosto da minha vida simples e que as aulas que dou são suficientes! Ninguém entende como prezo meu tempo livre para direcioná-lo para as coisas que realmente aprecio... De toda essa incompreensão e não-aceitação, agora estou em rumo ao curso superior.
Três anos de estudo de língua e sua mecânica, literatura e suas nuances, e a psicologia do aprender e assimiliar a fala, o que não me parece nada ruim, o que me é extremamente interessante, mas que será denigrido por três anos de stress, ansiedade, provas e trabalhos, convivência com pessoas desagradáveis, aulas noturnas, cansaço, sono e fome depois das dez horas. Três anos de leituras e de filosofias vãs, tudo para que eu tenha garantido alguma espécie de futuro, embora ele não tenha sido catalogado nos registros dos ambientalistas!
Ah! Benção! Ah! Invocação do mal!
Posso me considerar já uma universitária...

As unhas da Ayu


Achei legais as páginas de uma revista que encontrei por aí, no Google.
Se você pesquisar, caí no blog da onde salvei tais, mas nem lembro nome e endereço dele e nem me darei ao trabalho de procurar.
A coisa é que os scans mostram as unhas artisticas que a Ayu usou em diversos momentos da carreira, desde singles, albuns e ensaios fotográficos.
As unhas da Ayu são sempre muito bem destacadas, porque são feitas especialmente sob encomenda por uma grande artista do ramo! Cada uma é uma peça de arte mesmo e muito me fascina! Queria poder usar unhas tão legais e kogals como essas! ^^
Acho que é preciso pôr aqui no meu blog essas imagens para adicionar aos tops anteriores! Daria até para fazer uma listas das unhas mais lindas que ela já usou, mas são tantas que demoraria bastante para analisar e escolher! ^^
Quanto a foto acima da Ayu, é ela no look que usou para cantar numa apresentação ao vivo muito importante, onde fez até acapella da "Seasons".

Clique em cada pic para ver maior!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Ayumi Hamasaki: A Decade of Tops


2008 foi o ano onde a cantora pop japonesa Ayumi Hamasaki completou dez anos de carreira. Ela é a rainha da indústria no Japão e a minha cantora favorita de todos os tempos!
Comemorando o aniverário, ela saiu numa super turnê e lançou uma compilação de todos os seus singles, o "A COMPLETE: ~ALL SINGLES~", desde "Poker Face" até "Mirrorcle World", ainda incluindo algumas versões especias de músicas clássicas do cancioneiro da diva e vários vídeos no DVD que acompanha o trio de CDs.

Para marcar o acontecimento especial, afinal, dez anos de carreira significa muitas músicas, shows e apresentações, resolvi fazer algumas listas de top aqui para dizer quais são, na minha opinião:
As 20 melhores músicas;
Os 10 melhores singles;
As 10 melhores capas de singles;
Os 05 melhores clipes;
Os 03 melhores álbuns;
As 03 melhores capas de álbuns.

Ambiciosa eu, não?

Sobre as músicas, acho muito dificil compôr uma lista das melhores ou das favoritas, porque gosto da maioria das músicas da Ayu e raramente é possível que alguma música dela seja chata (embora haja algumas infelizes que se encaixam nessa classe) ou ruim. Um problema na verdade, que dificulta na escolha, é que acontece de existir muitas músicas parecidas. Por isso às vezes distingui-las e determinar qual se gosta mais se torna complicado.

Resolvi selecionar as mais importantes para mim, as mais importantes para ela, as que mais se destacam do todo e que soam melhor, tecnicamente ou não. Tentei equilibrar bem as escolhas, porque tanto as baladas quanto as rock songs da Ayu são muito boas, mas eu tendo a gostar mais das rock songs.

Deixe um comentário rascunhando o seu top da Ayu caso queira, é legal trocar informações... às vezes a gente presta mais atenção numa música depois que alguém comenta algo sobre ela!

Qualquer coisa, para ter o crème de la crop da Ayu, adquira/baixe (um dia eu compro!) os "A BEST White" e "Black", que têm seleções muito bem-feitas (por profissionais ;))!

E estejam na espreita pois o novíssimo single dela, o 44º, "GREEN/Days" está vindo dia 17 de Dezembro! Yay! Mal posso esperar!

Vam'bora!

Top 20: músicas
20. Depend on you
Info: Uma canção positiva, com ótimo background eletrônico, flui muito bem aos ouvidos. O refrão é bem legal! É difícil resistir e não cantar junto. É um dos clássicos da Ayu junto de "Who..." e "YOU". Está no álbum "A Song for XX".

19. FATED
Info: A introdução é bem interessante, passando de uma distorção de guitarra para um suave som que dá a qualidade da balada, pincelada por um pouco de guitarras futuramente, mas muito bem mesclada na riqueza instrumental do arranjo. Como sempre, a voz da Ayu é carregada de emoções, e está muito afinada e quase grave nessa canção.

18. SEASONS
Info: Essa também não pode faltar. Tão suave e alegre, mas não o suficiente para que você deixe de sentir a nostalgia. O refrão é extremamente melodioso, fácil de assimilar e impossível de não se entregar ao movimento ondulante que a música faz.

17. SURREAL
Info: Essa também pode ser chamada de clássico. É uma música bem construída, inetressante e misteriosa, que soa bem, com momentos poderosos e outros envolventes. Ela se desenvolve bem como algo que vai rolando, dá uma sensação boa. Tem instrumentais bem diferentes também!

16. Real me...
Info: Gosto da batida da música, do refrão e do modo com que inicia. É muito diferente do estilo atual da Ayumi, e bastante distinta entre a coleção de canções que ela gravou, incluindo-se na vertente mais electro/dance.

15. fairyland
Info: Ayumi costuma lançar temas de Verão, e essa é um desses. Apesar de seu propósito quase comercial, essa canção é muito diferente dos demais hinos alegres da estação do sol. Tem um modo triste, como se falasse de Verões que não voltam mais, tem ares de melancolia.

14. Love~Destiny
Info: Delicada e suave, essa é uma perfeita música de amor. Tem bastantes sentimentos e agrada fácil aos ouvidos por ser aconchegante e tocante.

13. alterna
Info: Essa é completamente incrível! Tem um jeito muito único, como se nos afrontasse, é difícil de descrever o tom intrigante e ousado dessa canção.

12. kiss o' kill
Info: Uma música muito composta, sólida, com um ar quase cross-over, devido a muitos instrumentos clássicos, mas ainda bem rocker. A melodia é muito acelerada mas rebuscada, com vários instrumentos pincelando todo o fundo da voz de Ayu, dessa vez mais grave. Os instrumentais são muito diferentes! Para mim, é uma das músicas que se destaca no álbum "Secret". Acho o refrão forte, mas bem dosado, apesar de repetitivo.

11. INSPIRE
Info: A INSPIRE é cheia de mistérios e força. Apesar de amena e envolvente, a música tem um refrão muito marcante, um dos favoritos meu. É bem definido cada nota que a Ayu canta no refrão, a voz dela soa de um modo muito interessante e limpo. É uma música bem dançante também, de bastante ginga.

10. Moments
Info: Uma deliciosa balada, cheia de delicadeza, tranquilidade e alegria. Tem um jeito de perfume, não sei, é tão gostosa de ouvir e cantar. A voz da Ayu está super meiga, o instrumental é muito harmonioso e suave. Tem um ritmo bem compassado, fácil de seguir, que vai crescendo devagar.

09. no more words
Info: Música integrante de um filme de "InuYasha" e do álbum "I am...", possui uma melodia incrível e triste que me faz pensar numa chuva copiosa e refrescante ou em algo nostálgico. Ayumi realmente põe o coração na hora de cantar cada nota, geralmente aguda, mas extremamente harmoniosa! É uma música silenciosa onde a voz dela é o que se destaca.

08. Heartplace
Info: Amo o feel hard rock dessa música do álbum "MY STORY". É bastante consistente e as guitarras, como sempre, estão ótimas!

07. is this LOVE?
Info: Uma canção profunda, ousada e sentimental. Ela realmente transmite um certo desespero ou ânsia urgente por algo. E o melhor de tudo, é que é mais uma rock song. As rock songs da Ayu rockam mesmo! ^^ O PV também é muito bom! *_* Consta no "(miss)understood".

06. (Don't) Leave Me Alone
Info: Outra poderosa rock song! E põe poderosa nisso! Rivaliza com "evolution" na minha opinião, embora seja mais concentrada num ritmo só. Amo, amo, amo o refrão, sem dúvida é a parte mais legal! Na verdade, isso acontece com a maioria das músicas da Ayu. O refrão é sempre a parte mais chamativa e rebuscada. Consta no álbum "Guilty".

05. evolution
Info: Depois de Dearest, essa foi a música da Ayu que me chamou atenção enquanto eu a estava conhecendo. É uma música tão enérgica e poderosa! É a melhor música de performance ao vivo da Ayu com certeza. Apesar da letra reflexiva, é uma canção que te bota para cima e realmente dá vontade de gritar "yeah" com a Ayu! Faz parte do álbum "I am...", claro!

04. A song for XX...
Info: Amo o ritmo dessa música, as transições, o vocal da Ayu e o jeito como a música começa. É ótima! Tem um modo tão completo de ser, tão pronto, que não consigo imaginar nada diferente nessa canção! É a faixa título do primeiro álbum da Ayumi, lançado em 1998. É digno de nota que alguém tenha entrado no mercado com algo tão único e artístico como essa canção!

03. Dearest
Info: A primeira música ouvida por mim da Ayu foi esta. O lindo e tocante terceiro tema de encerramento de "InuYasha", constando no álbum "I am...", tem uma melodia maravilhosa, melancólica, mas positiva, e uma letra extremamente poética e encantadora. Ela expressa um sentimento verdadeiro que é impossível de não atingir seu ouvinte! Contagia mesmo.

02. I am...
Info: Essa música é muito especial porque têm uma melodia incrível e a voz de Ayumi realmente está inimitável, só perdendo mesmo para a "memorial address". A primeira parte da música te obriga a continuar ouvindo, além de que os trechos instrumentais são sobrepujantemente bons. Tem muita emoção e clareza na peça, que sem dúvida é muito bem acabada! Consta no álbum homônimo "I am...".

01. memorial address
Info: Acho que nunca mais Ayumi vai produzir uma música como essa. É completa. Melodia muito equilibrada, letra poética e pessoal de ótima sonoridade e a voz, impecável. Limpa, cristalina, impressionante. Nada que existe dela é igual a essa canção, a melhor de todos os tempos para mim. Nada que existe é igual a essa canção. É insuperável! Consta no mini-álbum homônimo de 2003.

Top 10: Singles

10. glitter/fated
09. a song is born
08. Moments
07. Dearest
06. STEP you/is this LOVE?
05. talkin' 2 myself
04. INSPIRE
03. fairyland
02. Heaven
01. Bold and Delicious/Pride

Top 10: Capas de Single
10. Bold & Delicious/Pride
09. &
08. SURREAL
07. INSPIRE
06. fairyland
05. HEAVEN
04. Startin'/Born to be
03. CAROLS
02. glitter/fated
01. BLUE BIRD

Top 5: PVs
05. alterna
04. Blue Bird
03. Marionette
02. is this LOVE?
01. Jewels

Top 3: Álbuns

03. Guilty (2008)
02. (miss)understood (2005)
01. I am... (2003)

Top 3: Capas de Álbum
03. Secret
02. Rainbow
01. Guilty

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Me Meez

Eu e um dálmata fofo!

Fica bonitinho os bonequinhos que a gente monta no site do Meez.
Ainda estou fazendo meu perfil por lá, mas se quiser vistar, é bem-vindo!

domingo, 16 de novembro de 2008

ViVi Junho: Highlights

Aqui está os prometidos destaques de Verão que tirei da revista ViVi de Junho de 2008.

Intro:

O Verão vai ser feminino e alegre para quem for seguir a moda definida pela ViVi.
As cores vão aparecer em peso, vibrantes, em peças lisas ou junto das listras - sejam de cores alternadas, ou de multi-cores - e dos xadrez que rementem ao look folk/hippie/bavarian. Não se esqueçam dos florais e das estampas geométricas/abstratas. Um pouco de tye-dye e degradé também será permitido.
A alfaiataria vai estar presente nos chapéus fedora, minishorts e coletes.
As sandálias gladiadoras vão reinar absolutas, mas tem espaço para a bota, especialmente a franjada - folk e quase cafona - principalmente a marrom.
Óculos de sol enormes e écharpes são um must, bem como acessórios coloridos e fitinhas hippie para pôr no cabelo.

Considerações:

O coringa da moda indaiatubana é a calça jeans, o que não é o caso da moda japonesa. Lá eles dão mais preferência à malhas e tecidos variados, mas leves, e usa-se muito a saia, seja maxi, média ou mini, e os minishorts.
Para quem quiser adotar um pouco dessa característica ou migrar de vez, sugiro que faça compras em lojas que vendam grifes (LOL), ou na Hatch's Creek. Procure também por peças da Malwee, Hering, Lunender, Mineral e linhas da Hot Point, C&A (Jinglers, Clockhous e Yesica), Renner, Pernambucanas (Argonaut e Vanguard) e outras lojas departamento. Até catalogos como Via Blumenau, L'arc en ciel e Hermes tem boas opções! Só fujam da malha de baixa qualidade que é seca e fina e frita você no sol!
E o que nós temos nessa edição da ViVi é bem isso: muita malha, muita saia e vestidos, camisetas e minishorts. Tudo muito meigo, divertido e jovem.

Antes de tudo, quero destacar esse moletom da marca japonesa deicy. Isso mesmo, moleton de capuz no Verão é normal! ^^ A maior parte das camisetas, blusas e vetsidos da marca vem com uma estampa de smile bem divertida e kawaii! Acho um máximo! Outras marcas froam além e usam sorvetes, balas e outras coisas no lugar dos olhos da carinha feliz, mas os clássicos da deicy são os que mais me alegram!
Do lado, écharpes variadas também da deicy que são realmente o acessório forte do Verão delicado e despojado vendido pela revista!

Agora, quatro looks. Dei prefêrencia em mostra looks com jeans para que nós aqui possamos aproveitar, mas não deixei de mostrar também o diferencial japonês. Camisetas com estampas de personagens de desenhos animados, como Mickey, Ursinhos Carinhosos, Smurfs e outros são muito apreciados. Também, estampas infantis e coloridas que evoquem o Verão. Os shortinhos zebrados são demais! Minishorts e botas são misturas comuns e as sandálias são bem anos 70 mesmo. Achei o vestido muito, muito lindo! Aqui, tudo bem urbano.

Já esses dois looks são bem praieros. Gostei do minivestido com capuz e estampa degradé. Achei diferente, divertido e gostoso de olhar. O outro look, super simples, chega até a ser pobre. Mas na praia a gente não precisa se carregar muito de roupa mesmo...

Macaquinhos também são ótima pedida. Esses de malha, bem levinhos e com bastante diferenciais quando se trata de decotes. Esse amarelinho ficou muito fofo com a bolsa e a sandália de sisal. Macaquinhos jeans são completamente aceitáveis, mesmo os que imitem jardineira ou aqueles que não tem corpo, só barrigueira com vários botões.

Agora, esse lenço árabe... fala sério! Eu preciso de um agora! Estou à caça do meu, já vi lojas que tem, mas não vou me apressar... sempre acaba saindo um mais bonito! Acho super legal, super chique e enriquece muito qualquer look! Os óculos de sol enormes também colaboram para isso.

Falando ainda de camisetas com estampas diferentes, aqui vai outro combo. Um vestido que lembra uma tee oversize, com estampa a la Rolling Stones, cinza, linda, e o lenço tipo árabe, superhit, e scarpin preto, super fashion e simples. Mais modelos de sugestão vem ao lado. Curiosamente, o motivo de hamburguer está sendo algo muito popular no Japão! xD

Agora o momento da famosa fitinha hippie. Não sei não, se isso pegar, vai ter muita gente pagando mico usando ela por aqui! Não é uma coisa que eu goste muito, mas é uma peculiaridade da moda, por isso, estou mostrando. Até porque, a Lena (a modelo) fica linda usando ela! Acho bonito nos outros, mas não encararia não... Não é preciso ter franja para usar a fitinha. Qualquer corte se adapta muito bem.

Verão tem de ter biquini, certo? Selecionei este da variedade que a revista oferecia por três motivos: 1. listras coloridas; 2. babados; 3. modelo. Achei encantador o efeito das litras coloridas e pretas, amei o babado no decote e gostei muito do feitio geral do biquini! Ele é elegante, sofisticado, mas muito jovem e anos 80!

Resumo:

Separei esses dois looks bem parecidos que para mim são a tendência forte do Verão Urbano de todo dia. Um look com jeans e outro, mais glam, com minishorts.

O look com jeans inclui uma despojada regatinha tye-dye, colar de pedraria, brincos grandes, chapéu e uma bélissima calça jeans quase bag. Simples, fácil de compôr e nada extravagante, é só o chapéu que não é o elemento muito presente na nossa moda por aqui...

O look glam é lindo. Todo monocromático, inclui maxibolsa sacola, rendas, écharpe levinha e um minishorts de babadinho. O corte de cabelo dela é lindo! *_* As sandálias, delicadas, saíram um pouco da regra das gladiadoras.

Guia:

E para encerrar, deixo um guia das sandálias gladiadoras, bem, bem rústicas, que não são muito do meu gosto, embora algumas sejam mesmo lindas. É meio complexo de entender, mas eles mostram como usar cada tipo de sandália quanto ao comprimento do cano de acordo com cada tipo de perna e de comprimento de vestido/saia/shorts. Dá, pelo menos, para checar os modelos diferentes e escolher os favoritos.

Encerrando:

Sinônimo de Verão no Japão é mostrar as pernas! Pois é, elas tem que estar muito bonitas para aparecerem tanto.

Espero que tenham gostado e possam aproveitar qualquer coisa!

Se quiserem conferir a revista inteira, cliquem aqui!

Time to say goodbye: "Wolf's Rain"

Acabei! Demorou quase dois anos, mas consegui enfim terminar de ver essa tragédia.
Foram trinta episódios e alguns pedaços de noites sem dormir, algum tempo passado na tensão, imaginando o que de pior iria acontecer depois.
"Wolf's Rain" é sem precedentes. Extremamente interessante e denso, muito complexo em si.
É preciso ter persistência, porque tudo só se desenvolve mesmo no final, mas vale a pena chegar lá. E o melhor de tudo é que você pode começar de novo e imaginar uma nova rota para os lobos traçarem e quem sabe nos levar enfim ao verdadeiro paraíso.
Aprendi muito para mim e sem dúvida quero desenvolver a mesma coragem, certeza e determinação para também, não importa o que aconteça.

sábado, 15 de novembro de 2008

Sem Título Numéro 2

Você já desejou encontrar alguém conhecido em algum lugar?
Nem que seja alguém para lhe falar um oi e dizer qualquer coisa breve, para te assegurar de sua existência.
Porque todos a sua volta parecem tão irreais, inexistentes...
Você provavelmente nunca mais os verá.
Essas pessoas não te conhecem e nem se importam quem é você, o que faz lá e como se sente.
Então notamos como existir é diferente de viver. Porque existir sem que mais ninguém saiba da existência não faz muito sentido, embora se possa viver sem que mais ninguém saiba.
É uma coisa confusa e curiosa ao mesmo tempo.
Para existir, temos de ser importantes para alguém. Para viver, não.
Talvez por isso seja muito bom fazer muitos amigos.
Para poder constar em diversos livros de registros.

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Pássaros


Por que as idéias vão embora?
Elas nem dizem adeus!
Simplesmente desaparecem
como pássaros deixando a gaiola
esquecida aberta...

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

KERA Novembro: highlights


Resolvi postar uns destaques da revista de moda KERA, edição Novembro.
A moda que ela apresenta talvez não seja toda aproveitável para nosso clima e cultura, mas traz bons insights.
A abordagem dela foi principalmente sobre casacos de vários modelos, estilos e comprimentos, bolsas e visuais para o inverno. Estampas populares são o xadrez de vermelho com preto e oncinha. A reportagem de capa mostrou algumas composições básicas envolvendo blazers, tees compridas e justas, mini-saias e mini-shorts e meias sete quartos.

Os destaques seguem abaixo, clique nas fotos para ampliar:

Os dois estilos são ótimos! O primeiro é meu favorito, dá para copiar todinho. Principalmente, amei a saia com o laço. A cor é sóbria, mas fica toda feminina por causa do modelo.
O segundo estilo, divertido, sem as meias-calças não passa de um combo comum. Meia-calça roxa é um must-have difícil de conseguir nas minhas bandas. Gosto bastante da saia também, quase o mesmo modelo da marrom, mas com estampas mais modernas rebeldes. O blusão também é lindo e fácil de combinar.

Tudo de bom esse sobretudo vestido marinheiro. Perfeito. Lindo, elegante, sóbrio e coringa. O laço que ela está usando no pescoço é feito com duas gravatas de estampas iguais mas de cores diferente. Um detalhe super interessante! O chanel dela também não passa despercebido. Um corte bem meigo e ao mesmo tempo sofisticado.
Os shorts meio bufante, mas mini, brinca com um pouco de androginia junto da blusa e do casaco.

Para quem gosta de estilo "Lolita", não pode deixar de notar essa mistura interessante e inusitada. O vestido de uma delicadeza e brancura sem fim e as botas de cano alto e franjas vermelhas formam um contraste fadado ao fracasso, mas que por algum motivo funciona muito bem na produção. Gostei muito, se pudesse usava sim! Mas até concordo que é meio exagerado! ^^

As makes da revista são ótimas e selecionei as minhas favs. Essa seria um jeito pink de ser rocker. As duas makes são ótimas, fáceis de fazer, a única coisa que falta no nosso arsenal, normalmente, são os cílios postiços que as japonesas usam muito. Eu não tenho nada desse monte de maquiagem, só rímel, batom e delineador. Mas já dá para seguir o estilo. Amei principalmente o contorno dos olhos. Delicado e suficiente para realçar o formato, mas com atitude.

A make do black rocker também é linda. Principalmente a daily, com o batomzinho invisivel. O olho da daily muda muito pouco para a special, e por isso, achei muito prática essa maquiagem, mas ela é mais carregada que a anterior.

Por último, o destaque do artista: a banda de rock HIGH and MIGHTY COLOR. Gosto muito do som deles desde o início da carreira, e 2008 é o último ano com a formação original. Faz duas semanas que lançaram o último single (2008.Out.15), o último com a participação da vocalista Maaki, "Remember", que é muito bom por sinal, remete ao estilo mais antigo deles, da época de "Pride" e "Ichirin no Hana".Espero que eles encontrem alguém a altura dela para poderem continuar com a música. A Maakii vai deixar saudades! ^^

Meus destaques da revista foram estes. Uma revista no geral muito boa, cheia de coisas para destacar, mas o mais marcante para mim foram essas imagens.
Lembrem-se, no Inverno, a alfaiataria vai estar forte, principalmente no uso de blazers, casacos e jaquetas estilo motoqueiro. Apostem! ^^

Vou trazer alguns destaques de uma revista de Verão, talvez uma KERA mesmo, ou algo mais cute, porque ninguém merece roupa quente nessa época do ano! ;)

Quem se interessar por baixar, clique aqui!

sábado, 1 de novembro de 2008

Mistura / Girly Post

Bons tempos de Simone's HomePage Group...


Estou sentindo falta de contar alguma coisa para vocês, mesmo que não haja nenhuma novidade a ser divulgada, mesmo que poucos leitores comparecem ao blog.

Logo minha cidade vai ter mias um motorista para tumultuar o trânsito: eu! ^^ Assim que eu tiver a coragem de sair dessa cadeira diante desse computador e vá até a auto-escola à cinco quadras da minha casa buscar a guia do exame médico.

Estou quase de luto por um HD que decidiu que não queria mais ser NTFS, mas RAW na verdade, e está lotado de músicas e álbuns incríveis. Assim que recuperar ele, o luto passa. Por enquanto, estou baixando tudo que posso de novo! LOL É ótimo quando o Shareaza está rodando feito louco! >3<>
Por que não pode ter uns legais assim por aqui?
Jogar Keyquest no Neopets é muito bom! *_* Só a músiquinha que enjoa um pouco, também é um pouco lerdo às vezes. Não vejo a hora de comprar minha prórpia plushie do Neopets para ganhar meu token de verdade! Sempre que você for jogar, cuide em ser o primeiro! ;)
HSM3 é bem legal, e minhas músicas preferidas são "Walk Away", "Night of Nights" e "Scream". Os solos do Troy geralmente são bem legais!Quero assistir "Mamma Mia" e nada de passar aqui no Cine Topázio! >_<>
Ainda bem que eu tenho vocês, não é, Chuckies?

Pior que minha cidade tem tanta loja de sapato e só em uma achei modelos que satisfazem meu gosto. Mas como o bolso está vazio, fica para uma segunda vez. Na verdade, tudo de bonito nas vitrines da minha cidade está ficando para segunda vez. Vi um vestido xadrez de fundo degradê maravilhoso na 24 de Maio! *___* Mas aquele pedacinho de pano deve custar no mínimo uns sessenta reais... nem vale a pena.

A unha postiça que comprei está me esperando no armário desde Junho. Tenho medo de pô-las, mas já escolhi o design delas quando for pintar. Vai ficar bem homemade, mas o glamour vai ser japonês, claro, porque ocnsultei a Nail Venus A/W 2008/2009 para escolher o modelo!


Não tenho certeza de que vão ser pretas, entretanto...

Revista de moda japonesa vicia você não só na moda japonesa como na moda em geral. Paro sempre na Fashion Tv para ver o Glow e os desfiles, checo sempre as revistas de moda na banca quando não compro elas. Quero um lenço desses tipo árabe que tá arrasando no Oriente e que por enquanto está timidamente dando as caras. O look folk é uma graça! As botas com franjas no tornozelo são estranhas de começo, mas conquistam aos poucos. Assim como as sandálias gladiador.

Preciso arranjar um meio de guardar dinheiro para o Anime Dreams, que tá pertinho já. Socorro! Será que vou perder mais um evento por falta de dinheiro? E eu que queria ir tão armada para lá para gastar até o que não tenho! Quero comrpar duas camisetas naquela banca legal que estampa na hora. Uma do Totoro e outra com uma estampa do grupo Green Glass que vou levar.


Se ao menos eu soubesse andar em uma...


Na verdade, Green Glass group tem as imagens mais legais para se por em camisetas que já vi! Nada de ter aquela tee óbvia com o Ichigo, o Naruto, o Sephy ou Ruffy com eles, mas sim com arte de qualidade, rebuscada, pop, interessante, assustadora - única! Não vou parar na "Go by bicicle!" na verdade, pretendo estampar outras ilustrações deles para desfilar por aí, porque para mim, blusa nunca é demais.

Além disso, não vejo a hora de ir lá na Montreal comprar uma camisetinha de dez reais para desenhar nela com Acrylpen! Mwuahahahahahahaa! Vai ser uma porqueira só, mas quem liga. Não é nada simples usar aquela canela, ela mancha muito porque a ponta é muito grossa. Andei desenhando numa meia e não ficou nada mal, na verdade.


Acho que está bom por esse post. Até o próximo!

----------------
Now playing:
LEO Imai - Roppongi Chills
via FoxyTunes

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Cell Phone charm

Esse é meu novo pingente de celular.
Gosto muito do Stitch e é a segunda coisa que compro dele já. Espero comprar mais em breve!



É muito bem o bonequinho, e não foi nada barato, deve dizer... mas eu não ligo!
Tem coisas para as quais o preço nunca é caro demais.
Se tivesse mais dinheiro, tinha aproveitado as promoções que tinham na loja aquele dia. Espero que no próximo evento, elas continuem...

All that JAZZ

Não consigo evitar postar aqui as imagens do novo item da coleção aqui de casa.
Meu irmão acabou de ganhar o novo brinquedo Transformer dele, o Autobot Jazz, e me encantei!
É uma miniatura perfeita. É bem pequeno, de design mais simples e delicado, mas a transformação é ótima! Ele fica certinho e é super bem-feito!
E por ser tão pequenininho é que gostei mais. Não chega a ser complexo de transformar, mas me deu um pouco de dor de cabeça! LOL

Esse é o Jazz do filme, e quando não está rolling out por aí, se disfarça num GM Pontiac Solstice GXP custom prateado. Muito cool. ^^


É só surgir o perigo, e algumas voltas depois, ele mostra sua forma autobot, Jazz, e cheio de coragem vai enfrentar os terríveis Decepticons. Essa pose aí foi meu irmão que fez para ele...


E no final, um close para as gatinhas! xDD
Jazz é o mais transado e desinibido Autobot da gangue. Pena que ele teve de morrer! T__T
Achei o brinquedo tão lindo! Quero um só para mim! *A Possessiva*

I don't wanna be one of the boys

Faixas
  1. One Of The Boys
  2. I Kissed A Girl
  3. Waking Up In Vegas
  4. Thinking Of You
  5. Mannequin
  6. Ur So Gay
  7. Hot 'n' Cold
  8. If You Can Afford Me
  9. Lost
  10. Self Inflicted
  11. I'm Still Breathing
  12. Fingerprints
Katy Perry.
Maldita!
Essa menina é muito boa. G
ostei do álbum dela, gostei mesmo. No começo, tudo que sabia sobre ela era "I Kissed a Girl", a música onde a voz dela está mais linda no disco todo. Depois da entrevista que assisti dela na MTV, realmente fiquei curiosa sobre as outras músicas e corri baixar o disco. Foi paixão à primeira ouvida! LOL
Acho que a minha track favorita é "Mannequin", mas "Lost", "Hot n' Cold", "Thinking of you" e "Waking up in Vegas" são ótimas também. "One of the boys", a faixa título, é super divertida e inteligente, representando bem o estilo de Katy e a mensagem do disco.
Não gostei da "Ur so gay", porque achei que a melodia não tem nada a ver com o disco, não tem nada a ver com ela, embora a letra seja muito curiosa! Assim como "I'm still breathing", que não parece pertence ao conjunto, embora seja muito gostosa e soothing.
"Fingertips" é difícil de entender, mas boa de ouvir também. Gosto do refrão, dá uma sensação divertida.
"Self inflicted" também é muito boa, gosto do feel revoltadinho que a música tem. Sobre a "If you can afford me", eu gostaria de elegê-la como a música de letra mais divertida do álbum. Dá para imaginar a conversa no bar, onde ela fala que para consegui-la precisa se fazer muito mais do pagar uma bebida.
Das faixas bônus que vem em inúmeras versões do disco, a que mais me cativou a "Use your love", por ser um cover adaptado da irreverente música homônima do "The Outfield". Gostei muito da "Damn", que tem um arranjo super interessante, e da "I think I'm ready", que é bem romântica, suave e melodiosa. "Cup of cofee" é bem melancólica, a voz dela está bem diferente...
O estilo da Katy, visualmente falando, é bem retrô, cheio de referências pin-up e elementos divertidos dos anos 60 e 80. Dá pra notar isso obviamente pelas capas do álbum e outras fotos que a gente vê pela internet afora.
O estilo do clipe de "I Kissed a Girl" é bem enquadrado nisso do vintage, com elementos remetendo aos anos 40 e 50, passando aquela coisa da boneca de porcelana e da caixa de bombom forrada de rosa, com pitadas de bordel a la Moulin Rouge e coisas relacionadas.
Acho sinceramente que a Katy é algum tipo de "Girl Power". As músicas dela passam atitudes femininas de uma garota forte, sem exatamente serem clichê. Abordam pensamentos e atitudes especialmente femininos em contextos gerais como relacionamentos com amigos, namorados, estranhos. Não sei bem se vai haver homens interessados em ouvi-la, visto a temática das canções, mas o talento dela realmente é motivo para ser apreciado não importa por qual sexo.
Como as letras são todas escritas por ela, tudo o que contam é particular e íntima da Katy, falando sobre experiências que ela viveu e coisas que passaram pela mente dela, o que torna o disco algo diferente, como uma janela para as idéias da moça.
Ela levantou algumas polêmicas por causa de duas de suas músicas terem uma temática homosexual. Não vou dizer que sou a favor de "I kissed a girl". Por sua controvérsia, é a música que menos ouço no álbum. "Ur so gay" não chega a ser ofensiva, mas ao mesmo tempo, passava uma certa irritação da parte dela sobre o namorado ser tão vaidoso e jeitoso que até parece ser gay. Assim, eu não acredito que ela tenha feito músicas preconceituosas ou que apoiam a homosexualidade, nem que ela em si seja lésbica, e por causa de toda essa irreverencia de Katy, ela ganha mais pontos comigo.
Essa irreverência musical que ela exibe é interessante atraente porque evidencia uma alma artística muito forte nela, e a traz em destaque dentre as outras cantoras pop que apesar de talentosas, as vezes se tornam mais interprétes do que artistas em si.

Então, nem preciso dizer que recomendo esse álbum!

domingo, 19 de outubro de 2008

3 Argumentos

Se eu pudesse escolher, não errava.
Se eu pudesse ter certeza, não pensava.
Se eu conseguisse, não duvidaria.

Meu erro

De repente, o mundo desaba na sua cabeça: é tarde, é noite, você está num ônibus. "E por quê?", você se pergunta, "por quê?"
Não sei. Queria descobrir isso, mas na verdade só descobri que não tenho mais razão para nada, nunca tive.
Não vejo uso, a não ser o de preencher minha vida com coisas as quais não sei o que fazer com ela. Me contradigo à contragosto. Queria não ter medo. Queria ter mais confiança de quando precisar, eu terei a mesma fé, a mesma força, a mesma determinação da qual ouço falar, da qual assisto nos lobos correndo pela neve.
Aimlessly, vou realizando as ações como se fosse obrigada à isso. Eu erro pela minha trajetória, como se erra por um deserto.
Dentro de mim, nada significa nada. Nada é válido, verdadeiro, reliable.
E isso não é um desabafo. É uma constatação.


Hoje começa o horário de Verão. Eu o amo.

sábado, 18 de outubro de 2008

I'll eat you up... So yum yum



"EAT YOU UP" é o título do primeiro single em inglês da coreana BoA e também seu primeiro single digital. A intenção dela com essa música é se lançar no mercado americano e estabelecer no ocidente um mercado assim como ela fez no Japão e na China. O single foi produzido por gente de peso, Bloodshy & Avant, que produziu Britney Spears e Madonna.
O inglês da BoA foi uma surpresa, visto a triste experiência de ouvi-la cantando com o West Life anos atrás. Ela realmente estudou muito e melhorou cem por cento!
A música tem uma batida forte, marcante, estilo hip-hop, mas com um feel pop. Vicia. Da primeira vez que ouvi, não achei nada, nem me atraiu, mas foi só o repetir a dose que de repente fui fisgada. E pelo quê? Pela letra.
É inquietante. E ao mesmo tempo, não tão perturbadora assim.
"Eat something up" é uma expressão idiomática que significa algo como "comer tudo" ou "usar algo até que não sobre nada".
A música fala sobre amor, num sentido mais físico do que romântico, embora ela não descarte a idéia de estar apaixonada.
O refrão é pegajoso, repetitivo e engraçado na verdade, principalmente por causa da frase "So yum yum" - que seria algo como "tão gostoso".
A música toda brinca com isso, não sei se podemos chamar de uma música saudável.
Mesmo assim, é algo diferente e bem feito que vale a pena ser ouvido.
A voz dela é muito bonita e espero que BoA realmente consiga uma abertura no mercado americano o que eventualmente traga mais artistas orientais para a business na terra do Tio Sam e consequentemente para a nossa.
O que me frustra é que ela tenha de cantar em inglês para chamar a atenção ocidental. Se "EAT YOU UP" fosse em japonês ou em coreano, soaria muito melhor, seria muito mais o tipo da BoA.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Blogar é viver

E é mesmo, pelo menos para mim. A coisa do blog é que quando você escreve, mesmo que ninguém leia, mesmo que ninguém comente, você registrou alguma coisa da sua vida, e meses depois provavelmente você vai ler aquele post e se lembrar.
Eu mesmo fiz isso minutos atrás. É gostoso.
E percebi isso também por ler um outro blog minutos atrás.
Esse pedacinho de caixa de texto feito em Java, html, sei lá que linguagem, se transforma num cantinho que contém qualquer pedaço, qualquer momento da nossa vida. Ela comunica pro mundo o que um outro ser humano está fazendo, pensando, querendo - é, um pedacinho de vida realmente.
Quem tem blog coleciona suas próprias coisas, tem um lugar para colher informações de si mesmo, referências, conselhos.
Por isso, porque blogar é viver, que eu continuo escrevendo num blog, tentando juntar os pedaços da minha existência.

Eu tenho idéias para posts nos momentos mais inoportunos - todos aqueles nos quais não posso acessar nenhum computador para começar a escrever, mas na verdade, quando a idéias para escrever, isso acontece comigo o tempo todo.
Assim acabo nem escrevendo tudo o que eu quero no blog. Porque quando consigo chegar no computador, esqueci todas as minhas idéias... É uma pena.
Acho que vou transformar todas as paredes da minha casa em lousas brancas de markers, assim, vou anotando as idéias na hora que as tenho! xDD

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

O Segredo (?)

Todas as coisas tem uma razão, mesmo que ausente, passada, desconhecida. Nada jamais acontece sem um porquê.
Tudo seria vazio se fosse assim. Não teria emoção. Não teria motivo.
Motivo é o que nos move. Motivo é o que nos faz mover. Mesmo que não se explique.
Vem do coração, é um sentimento.
Vem da mente, é um alvo.
Forte. Com sua força transporta montanhas, pedras e plumas.
Teimoso. Quando existe, ninguém o cala.
Neutro. Nunca é igual para todos. É um foragido, um rebelde, habita o bem e o mal, conforme o que melhor parece. Inimigo, aliado, não se sabe bem quando é que vai provar seu valor. Mas com certeza provará o seu. Não te deixará intocado, não dará liberdade a ninguém.
Estímulos.
O bater do coração é um motivo.
E, se tudo tem um, e se cada infímo imperceptível detalhe vive á sombra de um motivo, por que não procurá-los? Buscar entendê-los. Como se conviesse uma confortável vida de desconexões. Como se realmente fosse confortável a inércia do não saber. Como se a falta de planos fosse virtude.
Tantas vezes nem pensamos neles, embora estejam todos construindo as paredes de nossa vida, sustentando tudo o que fazemos, tornando sólido o que na verdade é completamente imaterial.
Motivos são luzes que vão crescendo devagar. Tudo fica claro depois de completamente acesas.

domingo, 28 de setembro de 2008

Disturbing


Eu não enjôo de olhar essa imagem. É tão horripilante e atraente ao mesmo tempo.
Tudo bem, eu sou perturbada - mas vocês já sabiam isso... xDDDD

A personagem em questão é Dinah, a protogonista de uma série de mangás americanos publicado pela TokyoPop, "Bizenghast". É sobre qualquer coisa creepy... a desenhista é uma mestra em detalhes de todos os tipos, mas especialmente em arquitetura, tem algumas figuras robóticas impressionates e muito inteligentemente projetadas, os quadrinhos de BZG todos tem um clima de gravura alemã do século XIX, mas acho que na hora de construir corpos humanos na quadrinização, ela deixa a desejar.
De qualquer forma, se quiserem saber mais, visitem os links debaixo da imagem e conheçam a arte da moça.

Bookworm List

Eu tinha uma lista de livros lidos antigamente, num site que o MSN fez o favor de desaparecer com ele sem me avisar antes...
Era linda, por autor em ordem alfabética e tudo. :sigh:
Mas não tem problema, eu começo de novo! ^^

Aos poucos, vou listar aqui todos os livros lidos completamente ou até a metade (se for o caso). Vou estar sempre atualizando este post, cheque ele de vez em quando se te interessar. ^^

----------------------------------------------------------------------------------------------------
Legendas: = favorito / ² = duas leituras / ³ = três leituras / * = Idioma estrangeiro original
----------------------------------------------------------------------------------------------------
Leituras completas

Alencar, José de
Senhora
Lucíola
Diva
Iracema
Cinco Minutos
A Viúvinha

Almeida, Fernanda Lopes de
Soprinho ²

Almeida, Lúcia Machado de
O Caso da Borboleta Atíria ²



Balzac, Honoré de

Eugénie Grandet

Beagle, Peter
O Último Unicórnio *

Belinky, Tatiana
Contos Russos

Branco, Camilo Castelo
Amor de Perdição

Burnett, Frances Hodgson
A Princesinha

Cartland, Barbara

A Rosa do Oriente (Lady Dorinda) The magnificent marriage (Lady Dorinda) A rosa do OrienteaAaaa*





Caroll, Lewis
Alice no País das Maravilhas ²
Alice no País dos Espelhos ²



Cazarré, Lourenço

A guerra do lanche


Christie, Agatha
O Homem do terno Marrom
O Assinato de Roger Ackroyd *
Um Passe de Mágica *
A Ratoeira
Os Dez Negrinhos *

E no final, a morte

O Mistério dos Sete Relógios

Cozzens, Tracy
Um certo fascínio



C.S. Lewis

O sobrinho do mago

O leão, a feiticeira e o guarda-roupas

O cavalo e seu menino

Princípe Caspian

A viagem do Peregrino da Alvorada

Dinis, Júlio
As Pupilas do Senhor Reitor ²

Dostoiévski, Fiódor
Noites Brancas

Doyle, Sir Arthur Conan
O Cão de Baskerville *

Dr Seuss
Green Eggs and Ham*

Horton hears a Who!*

Dumas Filho, Alexandre
A Dama das Camélias

Dupré, Maria José
O cachorrinho Samba ²
O cachorrinho Samba na Floresta
A Ilha Perdida ²

Frank, Anne
O diário de uma menina (adaptado)


Flaubert, Guilherme

Madame Bovary

Galdino, Luiz
Saruê, Zambi!
O Fantasma que falava Espanhol
Nunca Diga Adeus

Golden, Arthur
Memórias de uma Gueixa * ³

Guimarães, Bernado
A Escrava Isaura

Jacobs, Joseph
Contos de Fadas Indianos

Johansen, Iris

Não confie em ninguém



Leigh, Barbara
Mel do Pecado

Lispector, Clarice

Felicidade Clandestina




Lofts, Norah

Jassy *



Macedo, Joaquim Manuel de
A Moreninha

Machado, Ana Maria
Bisa Bia, Bisa Bel

Mermelstein, Miriam
Galo de Briga, de Paz



Morgan, Sarah

De volta ao amor *

Muylaert, Anna
As Memórias de Morgana
As Reportagens de Penélope

Pellegrini, Domingos

A árvore que dava dinheiro



Pennac, Daniel
Como um romance

Penteado, Maria Heloísa
Nina Chuva

Ramos, Graciliano

Vidas secas



Ray, Jeanne

Sapateado



Rosa, João Guimarães
Grande Sertão: Veredas

Rowling, J.K
Harry Potter e a Pedra Filosofal
Harry Potter e a Câmara Secreta
Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban
Harry Potter e o Cálice de Fogo

Saint-Exupéry, Antoine de
O Pequeno Princípe ³

Scott, Sir Walter
Ivanhoé

Shakespeare, William

A Megera Domada
Hamlet

Macbeth

Romeu e Julieta
Sonho de uma noite de verão


Skármeta, Antonio

O carteiro e o poeta



Snyder, Don J.

Anjo caído



Souza, Flávio de
As estripulias de Biba, Pedro e Zeca

Spyri, Johanna
Heidi
Outra Vez Heidi

Steel, Danielle
Asas
Anel de Noivado
Desaparecido
Relembrança *
Honra Silenciosa
Segredos do Passado / A avó Dan ²

Stevenson, Robert Louis
A Ilha do Tesouro
O Médico e o Monstro *

Taunay, Visconde de
Inocência

Woolf, Virginia
Flush

Não-classificados
Tristão e Isolda
Rei Artur e os cavaleiros da Távola Redonda
Ali Babá e os Quarenta Ladrões

----------------------------------------------------------------------------------------------------
Leituras inacabadas

Brontë, Emily

O morro dos ventos uivantes



Christie, Agatha
A Testemunha Ocular do Crime



C.S. Lewis

A cadeira de prata

Funke, Cornelia

Coração de tinta



Gailman, Neil
Stardust *

Jones, Diana Wynne
Howl's Moving Castle *

Lispector, Clarice

Perto do coração selvagem


Meyer, Stephenie
Crepúsculo *

Sewell, Anna
Beleza Negra *

Shakespeare, William

A Tempestade




Sparks, Nicholas
Amor para recordar *

Tolstoi, Leon
Ana Karenina

----------------------------------------------------------------------------------------------------
Leitura da Bíblia
Uma leitura completa
Status da 2ª leitura: 0%

Long time, no see - 04 As coisas que vi

Acho até desnecessário falar disso agora.
Desde a última postagem, vi muitas coisas, como devem imaginar.
Mas desde então, minha favorita foi o Hopi Hari.
Fui lá já faz algum tempo.
Não costumo gostar de parque de diversão, mas dessa vez valeu ir lá.



Foi bem divertido!
Estou criando mais coragem e quem sabe um dia eu vou na montanha russa, que mais parava do que funcionava naquele sábado?
Gosto do colorido de muitas coisas, especialmente da área da Infantasia, cheia dos personagens de cores primárias da Vila Sésamo.
Andar nas latas de lixo foi uma diversão só! Não posso deixar de repetir quando for lá.
E o Barco Viking também, meu preferido do dia!
Foi um bocado cansativo.

Lá eu vi todo tipo de pessoas. Com o passar do dia, foi ficando cada vez mais cheio.
Tinha a família, o pai, a mãe e dois meninos pequenos com camisetas vermelhas onde se lia "Thing 1", "Thing 2", "Thing 3" e "Thing 4", coisa do Dr. Seuss, comprada lá nos States. ^^ Legal! Nunca tinha visto...

A fila para comprar comida, a fila da Giramundo, a fila do Cinematron - Deus! Como eram longas! Muitas crianças fazendo bagunça, namorados, famílias, amigos... Tudo muito típico.
Desistimos ir naquela montanha russa do túnel depois de uma hora de fila e nem chegar perto do brinquedo...

No final, na hora das compras, desisti de levar uma camiseta para comprar um porta CDs bem legal. ^^

A épica batalha do spray de tinta para cabelo também foi algo marcante. No meu cabelo quase não ficou nada, mas das minhas amigas, outra história! Mechas roxo intenso em cada uma delas e as mães brigando com medo de serem pegas no fogo cruzado!

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Long time, no see - 03 As coisas que falei

Como se eu fosse lembrar tudo o que falei, né?
Gente, passou tanto tempo de novo! Uau!
Eu sou uma preguiçosa... vou deixando o tempo passar e nem me dou conta. Coisa feia, sabe?
Essa foi uma das coisas que eu disse:
Que ia organizar melhor minha vida, me planejar, me dedicar mais ao que realmente importa.
Quem disse que consegui? Não.
Falei que ia fazer isso muito antes de resolver escrever essa série. A gente se frustra porque quer. Eu mesma acho melhor me conformar que sou folgada. Porque se fosse aguerrida, ia pra lutar buscar o que importa.
Aí, como imaginam, durante todo o tempo que não escrevi no blog, falei todo tipo de coisa - sim, não, não
sei, talvez, obrigada, desculpa, por favor... Falei muita coisa dentro da minha cabeça também - falei que tinha trauma, que ia desenhar tal coisa assim e assim, que ia baixar tal música, que ia ler tal livro...
Agora tudo pass
ou... faz tanto tempo, nem lembro mais.
Veja como são as coisas!
Na hora, ficamos tão preocupados ou empolgados, ficamos tão tristes ou felizes, mas com o passar do tempo, o que foi dito é esquecido.
Um dia todas as coisas viram esquecimento.
Como não tenho muito o que dizer, vou encerrar esse capítulo e ir para o outro. ^^ Até!

Reader