sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Outback Tale

Há varias coisas sobre as quais gostaria de falar, então vamos por partes.

Ter Cine Sky em casa é a melhor coisa! Não precisa se preocupar, o filme tarda, mas não falha! É só esperar um pouco, e você pode assistir várias vezes os bons filmes que dão o que falar nos cinemas!
Há pouco tempo atrás, estreou "Austrália", que na verdade já está quase saindo de cartaz.

Eu sei que a crítica não foi gentil com o filme e que realmente existem alguns erros quanto a presença e citações do filme "O Mágico de Oz", mas acho que essencialmente, isto não prejudica o aproveitamento que pode ser feito ou denigre mais um ótimo trabalho de Baz Luhrmann.

Tudo que assisti dele conquistou meu coração, e acho que como um grande artista, ele pode usar das licenças criativas para contar suas histórias.

Fazendo refêrencias a filmes das décadas de 30, como a própria versão cinematográfica do "Mágico de Oz", "Austrália" tem imagens amplas, bela fotografia, pôr-do-sol de paleta encantadora, figurino de época elegante e uma história comovente como alguns dos elementos que constroem esse belo filme que resgata o luxo e a magia do cinema em sua época de glória.

Contando a história de Lady Sarah Ashley, uma mulher que apesar de inicialmente ser delicada demais para as aventuras do outback revela ser forte e além do próprio tempo, o filme mostra um pouco da história da Austrália e sua sociedade. Mostra a luta para quebrar o monopólio de gado criado por Carney, além de contar a triste história de preconceito contra os aborígenes e a medida que os ingleses criaram para livrarem-se do incômodo dos filhos bastardos que as mulheres "negras" davam a eles.
O menino Nullah é uma graça, os olhos dele são sempre tão brilhantes e vsionários, e ele conquista seu coração com sua doçura e seu drama imediatamente, assim como o cruel Fletcher te repele logo nos primeiros minutos em que aparece. É um personagem que representa bem a maldade, e seu lema "orgulho não é poder" não deixa de ser uma grande frase no filme, e uma verdade que ele também chega a compreender, no final.
Quanto ao personagem do Vaqueiro, o anti-galã do filme, me diverti muito com o jeito dele e a cara de Westie Terrier que ele têm quando vê Lady Sarah a primeira vez, após a interessante e caricata briga no bar. Além de ser um dos responsáveis pelos momentos cômicos, é também um personagem cativante e brilhante, o par perfeito para a moderna Sarah, embora seja um homem da terra e completamente livre.

O filme ainda possuí vários personagens interessantes e que se tornam facilmente queridos, como Kipling Flynn, o contador bebum de Sarah, Ivan, o dono do bar e hospedaria em Darwin, Magarri, amigo e cunhado do Vaqueiro, e meu favorito deles, Emmet Dutton, o capitão do exército responsável pela compra de gado. Acho-o tão cavalheiro, sensível e verdadeiro, admiro sua força e seu cuidado por Nullah, sua simpatia pelo Vaqueiro e a paixão não-correspondida que tem por Sarah; elementos que fazem dele um personagem de destaque.

Achei curioso o fato do filme ter duas partes. Após a travessia do gado até Darwin, o baile da missão e a chegada da estação da chuva, o filme tem clima de que está chegando ao fim, só para surpreender seu espectador e revelar novos problemas e reviravoltas. A abordagem da 2ª Guerra Mundial foi simples, mas suficiente, e provoca um momento dramático que achei bastante tocante, por mais que Hugh Jackman não seja exatamente um ator muito dramático.

Em geral, o filme é muito fácil de assistir, conta uma história interessante, cheia de esperança e beleza, mostrando como as pessoas são modificadas pelos desafios que enfrentam, pelas dificuldades que passam, e como a esperança realmente não deve ser descartada.
Espero que você se divirta também assistindo essa bela obra épica com o tempero inusitado e cheio de estilismos de Baz Luhrmann.

4 comentários:

☆ KHC - Káh.Kau ☆ disse...

Pelo que disse do filme, nem me importo com as críticas, o que vale é o que o público gosta ou não, bjoks e obrigada por ser seguidora do meu blog..

Kyamel disse...

Hello!!!!!
E aí moça, tudo bem??? Como vão as coisas????
Já corrigi o video no meu blog, obrigada pelo help!!!!.
Australia é legal, mas sinceramente eu esperava mais do filme.
O que eu realmente gostei foi o Era do Gelo 3...achei lindinho!!!
Bem amore, vou ficando por aqui...e estou postando agora mais um capitulo do Chama da NOite!!! hehehehhehhhhhhhhhhhhhhhhhhhh...........(um ano depois)....kikikiki
Bjossssssssss............

\\mel//

Anna . disse...

Deu vontade de assistir agora!
Quem liga pras críticas? Tem filmes muito bons e cheios de críticas ruins. O sexto filme de Harry Potter tinha de tudo: alguns críticos diziam que era o pior filme da série, outros disseram que era incrível. Pra mim o que vale mesmo é você ir lá, assistir e formar a sua opinião, sem ficar dando bola pras críticas.
E pelo que você falou, parece ser muito bom mesmo!
(:
Beijos ;*

milk overdose disse...

eu ouvi tanta crítica desse filme que desanimei, mas é sempre bom dar uma chance. a nicole kidman é uma das minhas preferidas ever :)

Reader