quarta-feira, 27 de junho de 2007

Quem você pensa que é?


Responda rápido!
Eu sempre soube responder essa pergunta, embora a resposta se incremente a cada vez. É interessante ir descobrindo dentro de si novidades e perceber quão maravilhosamente somos complicados.
Essencialmente somos todos humanos, sentimos, queremos, pensamos basicamente o mesmo. Nisso reside a facilidade de compreender os outros, de nos juntar em torno de um ponto de interesse, de rir e chorar juntos. Isso explica as afinidades que temos. E as divergências? Elas vêm do fato que pensamos - somos iguais, mas aprendemos a desenvolver um caráter individual.
E na nossa mente, sem querer, definimos quem somos e como vamos estimular a mente de outras pessoas e por sua vez formar um pouco dela.
Você é: o que você come, o que você lê, o que você ouve, o que você dorme... Diga-me com quem andas, e eu te direi quem é. Somos animais processadores: processamos o que vem de fora, sintetizamos e de algum modo aproveitamos o estímulo. Somos animais criativos: com todas as ferramentas que temos, descobrimos, inventamos e criamos uma infinidade de coisas para nosso uso, nossa satisfação, nossa expressão.
Por sermos tão diferentes, somos iguais. Por sermos tão iguais nos compreendemos.
E ao mesmo tempo, não.
Em algum lugar, nos perdemos, existe um limiar muito tênue que não conseguimos definir, entre o que nos faz sentido e entre o que não é. Ali é onde nos perdemos e não podemos entender, justificar, aceitar a atitude do outro, a vontade do outro.
Cada um tem livre-arbítrio para usar o livre-arbítrio. A consciência de cada um é que dita as regras... De onde vem tudo isso? De dentro, da mente. O que vêm de fora só serve para lapidar.
E então eu me pergunto, porque foi que tudo isso aconteceu? Quando percebi, tinha perdido tanta coisa. E nem podia pedir para saber porquê, não estava no meu direito isso. A vida acontece tantas vezes no mesmo dia... cada um vive a sua, e lá, naquele limiar tênue, um não pode influenciar o outro.
E olhando ao redor, tantos outros perderam também... Perderam o que não se pode recuperar, o que é único... um sentimento. E eu, animal indagador, pensante, olho para o limiar onde não tenho influência, e o instigo, odeio! Ainda queria entender por que tudo teve de ser assim.
Quem você pensa que é?
Eu já não sei bem... mas eu sei quem eu gostaria de ser.
Não que eu não goste de quem eu sou.
Eu sou humana, animal em metaformose - sem casulo, sem lagarta ou borboleta - nunca ficamos prontos, não temos tempo o suficiente para finalizar. A gente se decide... é uma reação em cadeia - uma decisão sempre leva a outra, e de repente estamos em algum lugar que nem passava por nossa mente no começo.
E desse enigma de viver, dessa aventura constante e cotidiana que às vezes nem notamos existente, aprendemos tanto que a ação de ser e estar fica bem além de tudo o que eu escrevi aqui.


---

Texto do dia:

"Quer comais, quer bebais, quer façais qualquer coisa,
fazei todas as coisas para a glória de Deus."
- 1 Cor. 10:31

10 comentários:

Rodney Hanter Porlok disse...

Não sei. Muito substancial. É bem mais simples uma resposta realista: Um conglomerado de partículas, células, genes, etc, formados por um padrão bio-químico natural para conservação da existência de nossa estrutura arcaica.
Por que, vamos analisar, a ciência já provou que a séculos já somos definidos antes de nascer. Na verdade, tecnicamente já existimos a uns 2000 anos. Já que somos um resultado direto de nossa herança genética, sim, somos o que deveríamos ser, o cérebro não é uma massinha que se molda com o tempo, e sim uma peça com poucos 'upgrades' a serem feitos. Já nascemos com metade dos pensamentos em nossa mente, na essência de existir, já nascemos da mesma forma que iremos morrer. O que se passa por esse período é chamado vida. Porém, insistimos em dar importância a ela, e acabamos por destruí-la.
Realmente não vejo complicação nisso. Até porque o ato de complicar não é aplicável a um ser que inventou tal condição.
Mas, indo ao ponto de leitor, você se mostrou eficiente novamente, um texto bem elaborado, com início e finalização amigável, dando um ar de prazer ao leitor ao acompanha-lá pela estrada da lógica existencial. Um argumento bem sustentado, mantendo cada novo ponto de vista com palavras bem colocadas.
Se continuar com esse padrão insigne terei que rever minha forma funesta de escrever e me basear em sua estrutura bolchevista.
Mas é assim que o vento sopra.
Irei jogar GTA só para variar.
Até mais ver.
Beijos.

**NaT** disse...

Huahuahuahahauhahua
A Moni tem um avaliador!!!

Depois de um comentario desses fico ateh meio sem graça de escrever qualquer coisa. =/
Ainda mais com esse ar do carinha ai de cima...
Moni ele está intimidando qualquer pontinha de criatividade no meu ser!!!
Bom...
mais o blog eh da Moni e o comentario tem q ser sobre o post dela...
.
.
.
.
.
.
achu q acabei esquecendo sobre oq era o post, e tb acabaram de cortar td minha criatividade (e vc sabe bem dissu neh ¬¬)
Mais eh issu ai... Monique para Presidente!! auauauhauauhauh

Bjuss e ateh mais!
Prometo mais criatividade no próximo Comentario!! XD

Erick disse...

Bom, concordo com seu texto, alias muito bem escrito, só não concordei com a parte "Cada um tem livre-arbítrio para usar o livre-arbítrio. A consciência de cada um é que dita as regras", eu penso assim, cada um tem seu livre livre-arbítrio, mas o seu direito acaba quando o direito do outro começa, mas do resto tá de mais, maravilhoso xD.
Bom é issu Beijos^^

Smith disse...

não teria como começar esse comentário, sem antes comentar o comentário qua antecede o comentário da Nat ai em cima....
quem ve pensa que o kra fala bonito assim, com palavras dificeis e tão simplório em seu comentário gigantesco, aliás, não sei porque os comentários são tão grandes nesses blogs? ¬¬ ...
o pior eh que o kra ainda termina com um rima infeliz e deprimente no final... ¬¬ haha
"...Mas é assim que o vento sopra.
Irei jogar GTA só para variar."
E o pior ainda, é que o kra prejudicou o comentario da Nat, tirando sua criativadade...

obs.: gostaria de informar a Nat que não desanime, ele copiou esse texto de algum lugar só pra disfarçar, tah ^^

Agora peço desculpas a Cristine pelo infeliz comentário acima... na verdade, estamos usando do blog da monique para falarmos o que vem na cabeça.... aeheuahiuaehiuaehiuaehiuaeae

Agora vem cá? que ironia mais irônica vc colocou abaixo do título hein? ¬¬ responda rápido "Quem você pensa que é"?

Bom, a pergunta é interessante, é muito diferente de "Quem você é?" ...e concerteza, falar quem eu sou, ou pelo menos quem penso seria dificil, e essa reflexão da Monique deixou ainda mais confuso =\ ...

então, a resposta para a pergunta seria "Posso pensar e depois lhe falo?" ... rsrsrs
Pois isto que é interessante colocar, nós muitas vezes nem pensamos, apenas agimos...instinto, insconciência ... na verdade fica mais legal falar que 'nós pensamos que estamos pensando' ... uma viagem de pensamentos que resulto em um nada ... porém o que na verdade eu estou chamando de pensamento, seria mais o pensamento consciente de que está pensando e no que esta pensando ... e acredito que a grande maioria das pessoas nunca parou pra pensar nisso...

Vocês pensam quando estão comendo um bife frito e todo engordurado que sua mãe acabou de preparar junto com uma batata frita suculenta e um strogonoff de frango? ... Não neh, a comida esta suculenta demais, gostosa demais, tudo demais, menos a sua origem eh demais...

haeiuhaeihaeihaeiuehaiuaehiuaehiuaeh....
pelo menos alguma coisa eu consegui falar sobre o porque do vegetarianismo ... ^^

Agora se você chegou até aqui na leitura, sinto lhe informar que perdeu seu tempo, pois tudo que foi falado acima, foi um ato de inconsciencia ... Boa noite

Larissa disse...

Dizem que fazer associa�es � importante para uma melhor organiza�o do que aprendemos, associar para criar pontes e formar um total l�gico e coerente...
Tentarei passar tudo o que esse seu texto me fez pensar e quais as conex�es que, n�o intencionalmente, eu formei..Primeiro eu pensei: "sim, somos mesmos uma metamorfose e podemos ter um milh�o de faces", eu me lembrei ent�o, que certa vez eu li que o ser humano possui mais de mil express�es facias. Imagine quantas emo�es n�o existem em n�s!Essas mil express�es n�o podem mostrar as milhares de transforma�es que ocorrem em n�s a cada momento e que inevitavelmente se tornam fato...Como � poss�vel controlar essas mudan�as? Sabemos calcular quando come�amos a mudar? Infelizmente, N�o...Se somos produtos do que absorvemos, ent�o podemos controlar o que nos entra na mente, o exterior. Mas, controlar o interior n�o � poss�vel, pensamos sem querer, falamos sem querer, sofremos sem querer, amamos sem querer...
Tamb�m eu me lembrei de algo que at� me surpreendeu, mais uma prova que n�o conseguimos controlar l� dentro...Eu lembrei do Jonas e o peixe que o devorou, fiquei pensando na grande mudan�a que aquela experi�ncia causou nele, enquanto todos achavam que ele tinha morrido, ele estava l� sendo provado e tentando consertar seus erros...Depois como que renascendo, ele foi "liberto" da barriga da baleia...Com certeza o Jonas que entrou n�o era o Jonas que saiu!...Uma m�sica da Maria Beth�nia tamb�m surgiu como mais uma ponte neural, a m�sica se chama "Debaixo d'�gua", e sua letra fala de uma pessoa fugindo, para debaixo d'�gua,de todo contato com o mundo para viver um para�so idealizado no fundo do mar...Parece que o contato com o mundo faz as pessoas sentirem medo e desejarem fugir pra algum lugar, mas no final do verso uma frase � repetida "mas tinha que respirar". O sonhar � bom e n�s precisamos, mas a vida real nos chama pra respirar...Por fim como o pensamento caiu em �gua, eu lembrei da Dori do Procurando Nemo com sua m�sica t�o reflexiva: " Continue a nadar..."
Ai que gostoso escrever no seu blog!!N�o sei se pra vc vai parecer perjorativo, mas seu blog � um verdadeiro di�rio, com reflex�es e filosofias...e por isso � t�o bom de ler!! Bjs e desculpa alguma coisa!

Chris disse...

Já lhe perguntaram "quem você pensa que é?" assim, alguma vez? o.O
Que coisa de gente esnobe, nariz empinado... xDD
Gente assim merece um "não é da sua conta" como resposta~ X)~

Mas quanto ao "quem é você?", aí é mais profundo... a resposta "eu sou eu" soa bem preguiçosa, né~ mas é isso mesmo, eu acho~ >u<

E sim, "você é o que dorme"... então eu sou o sono? O.O xDDD

Rodney Hanter Porlok disse...

Meu Deus...
1º: Você tem 3 posts, com 6 comentário em cada um. MEU DEUS, esse blog é do satã =P... tem 666... =P²
Mas tudo bem, agora eu comento e esse post fica com... com... 7 O_O... o número supremo... heheheh
2º: Robson, que incrível, em 1 minuto você me fez passar do estado de admirador para o estado de desapreço. Primeiro você fala sobre a teoria incrível do pensamento, com ironia e uma boa escrita, sobre pensarmos que pensamos quando não pensamos, e que ninguém pensa nisso. Muito produtivo e interessante, mais ai você parte para a lógica de vegetariano ¬¬²
E isso é insalubre. Claro, uma questão de opinião, como seres que comem tanto carne quando vegetais, aceito que cada um escolhe o que bem entender para comer, agora querer que as outras pessoas aceitem isso, ai já é outra história. Poderia ficar oras aqui discutindo isso, mas:
a) Esse é o blog da Monique oras =P
b) Você pode comer o que quiser, e até acho justo não querer matar animais para sobreviver.
Porém, tente entender que qualquer fato que tentar aceitar como correto não será. E por isso apenas guarde o que acha para você e deixa os outros continuarem comendo em paz. Hehehe. Affe, no fim to falando a um tempão já.
O que quero dizer é que, ser carnivoro é errado, porque hoje em dia nem sequer caçamos nossa comida. Ser vegetariano também é errado, porque acabamos com nosso planeta usando o solo de maneira indevida e plantando milhares de hectares de um tipo de planta. Sempre visando lucro, apenas isso, a indústria alimentícia, e qualquer outra diga-se de passagem, são monstros que só se importam com dinheiro. Então, qualquer lado que você escolher não será exatamente algo para dizer: "Oh! Que lindo, ele é ecologicamente correto."
Quer uma idéia, vire frugivorista.
Mas não apenas, mude também para um sítio e plante sua própria comida, e tente aproveitar a reserva natural do local para sobreviver. E claro, sempre que ver um animal carnívoro tente dar frutas para ele comer, assim estará preservando você mesmo, caso um dia ele queira fazer de você uma caça.
Enfim, acho que a Monique deveria apagar esse comentário ein... huauhauhahuauhuha
Que insano...
Ainda fico triste pela popularidade do blog da Monique, enquanto o meu continua as moscas. ¬¬³
Não nasci para expor minha opinião no fim das contas.
E Robson, esquece tudo escrito acima, era só a necessidade de falar do assunto, eu acho legal ser vegetariano, não sou porque gosto de carne, mas não concordo com o como a carne chega no meu prato, sei que é realmente cruel a forma que isso acontece hoje em dia. Mais ai não é questão de comer carne ou não, e sim de como o ser humano transformou a comida num processo industrializado.
AFFE... SOCORRO, não consigo parar de falar nisso ¬¬
Ok, ok... chega :P:P:P:P:P:P:P
Flws
Fugi...

Mokitty disse...

Oh! O meu blog virou lar de discussão! Que legal! Gostei de ver todo mundo reunido pro aqui participando! XD
Ah, meninos! Como vocês são cheios de argumento!

Bem, deixe-me dar minha opinião também!

Não sou muito indicada para falar desse assunto, já que minha dieta é totalmente contra os padrões nutricionais normais, mas não como carne vermelha de qualquer modo por neura, por não suportar a idéia sobre o porte do animal do qual vem a carne servida...

Assim, eu argumento por uma dieta balanceada para todos, inclusive para mim, que sou falha nisso, afinal, os nutricionistas, que com certeza são muito melhores entendidos nesse assunto que nós, esquematizaram já há muito a pirâmide indicando o que deve conter uma dieta saudável.
Cada alimento tem suas propriedades especiais para nosso corpo e desenvolvimento, assim, não deveríamos ter luxo contra nada.
De qualquer modo, eu respeito a opinião de cada um, já que esse post do meu blog fala sobre livre-arbítrio e constituição de personalidade.
Assim, digo que existem muitos conceitos, os divergentes, que valorizam o caráter humano universal, tornando o estudo da psique tão interessante e complexo!

Vivas para o Le*Vanille!

E, meu Querido... não se sinta inferiorizado diante da populariedade do meu blog!
Saiba que o seu é tão bom quanto e que eu sempre marcarei presença lá!
Por favor, continue escrevendo! ^_^

Bem, é isso... agora tem 8 posts aqui! XD Mas não sei se o meu conta :P

Cleidiane disse...

como sua amiga disse...o Rodrigo
inibe a gente pra comentar...
mas eu diria que você se expressa muito bem...gosto muito do jeito que você escreve. E, sobre o tema, muitas vezes a gente não se vê do jeito que nós realmente somos...ou pensamos que somos otimistas demais ou pessimistas demais...por isso cada um que pense o que quiser uns dos outros. Por isso essa pergunta ("Quem você pensa que é?") a gente não responde, a gente demonstra...
bjos bjos

Gabriela Lisboa Borges disse...

Monique,

Escrever não é só usar palavras, que formem algum sentido, é usar a alma em forma de palavras. Você consegue sintetizar tudo isso muito bem.

Parabénsssssssss!!!

Reader