sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Lever du soleil

O Itaú está promovendo um concurso cultural usando um tema bastante abrangente: o Amanhã. Eu não pretendo participar, mas achei a proposta interessante.
O Amanhã é o que as pessoas mais temem ou mais esperam. Alguns vêem o Amanhã como consolo, cheio de promessa, e outros somente o querem evitar. Mas acho que um nascer de sol é algo muito belo e a oportunidade de poder começar de novo é um grande alívio.
Ah, "essa linda juventude, página de um livro bom"! O Amanhã está nas mãos dela só que olho em volta e me pergunto o que ela pretende fazer com essa responsabilidade. Vivemos em tempos negros, esperamos o nascer do sol. Mas aqueles que devem trazer esse futuro iluminado temem dar seus passos instáveis em direção do Amanhã. Ele parece tão fora do alcance.
Com que motivação vamos lutar por algo melhor? Com que esperança vamos nos nutrir para resistir os obstáculos? Eu só vejo faces ou tristes ou desdenhosas.
O meu espelho às vezes me mostra isso.
O que é que nos reserva o Amanhã que seja tão bom que devemos lutar por isso? Meu futuro está lá, em algum cantinho, mas sei que ele não é certo, por mais que eu me esforce para que seja. O que é que vale tanto a pena? O Amanhã é o que tememos por causa da incerteza que ele traz. Não sei se o tempo estará nublado ou ensolarado quando o Amanhã chegar, eu não tenho como interferir nisso.
Quem é que se sente capaz diante do poder do Amanhã? Afinal, ele vem contra nossa vontade, onde é que podemos influenciar nele então?
Mas o Amanhã, este sou eu. Não adianta manter a face voltada para o chão, derrubada por minhas inseguranças, minhas tolices, minhas supostas fraquezas. O Amanhã é feito de todos nós. Precisamos cada um cuidar de seu pedacinho deste céu que receberá o sol do futuro. Isso pode machucar, pode extrair sangue, suor e lágrimas, mas já que essa realidade nos é inescapável, nos forcemos a reagir.
Eu quero que Ele venha. E ao chegar, eu quero encará-Lo nos olhos. Quero observá-Lo sem arrependimento. Vou tentar fazer meu possível. Eu sei que você também está tentando fazer o que pode. Façamos tudo por nós mesmos e pelos outros que dependem de nós, que torcem e apóiam. E desse modo tentaremos já que é nossa vez de dar rumo às coisas.
O que eu espero do Amanhã? Que de algum modo ele seja tão bom quanto Hoje.

--
Texto do dia:
"Não fazeis parte do mundo." - João 5:19

3 comentários:

Rodney Hanter Porlok disse...

O primeiro instante achei que finalmente ia ler um post não filosófico falando sobre o concurso do Bradesco... mais não teve jeito.
Quem sabe amanhã. (ahn? ahn? ^^)

Rodney Hanter Porlok disse...

Pera ai? Num era o Bradesco? Aiaiai, fica mudando viu...
E nem comenta no meu... tsc tsc tsc
Sobre o assunto...
Sei lá...
Fale sobre uma fic que você está escrevendo, ou sobre como é o seu dia-a-dia... qualquer coisa que envolva menos ficar filosofando... ^^
And that's all...
Goodbye folks...

Cleidiane disse...

ei ei ...esse Rodrigo só critica...
mas é bom filosofar de vez em quando e falar de assuntos inusitados...
ver as coisas simples, como o Amanhã, de um jeito poético e profundo...
tem que pensar na vida, ué!
acho que tô comentando mais o comentário do Rodrigo do que o assunto né?
Bem bem...o assunto...
o amanhã é muito relativo...a gente nem sabe se ele virá...
cremos e esperamos que sim por hábito, ninguém gosta de pensar o contrário...
e o Amanhã(futuro)...sei que isso é feio, mas nem gosto de pensar nele...insegurança talvez...falta de maturidade, é isso...
quem sabe mais tarde...
bjos bjos

Reader